Translate

sábado, 22 de agosto de 2015

GÁLATAS 4 Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai.

1  DIGO, pois, que todo o tempo que o herdeiro é menino em nada difere do servo, ainda que seja senhor de tudo;
2  Mas está debaixo de tutores e curadores até ao tempo determinado pelo pai.
3  Assim também nós, quando éramos meninos, estávamos reduzidos à servidão debaixo dos primeiros rudimentos do mundo.
4  Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei,
5  Para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos.6  E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai.
7  Assim que já não és mais servo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo.
8  Mas, quando não conhecíeis a Deus, servíeis aos que por natureza não são deuses.
9  Mas agora, conhecendo a Deus, ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir?
10  Guardais dias, e meses, e tempos, e anos.
11  Receio de vós, que não haja trabalhado em vão para convosco.
12  Irmãos, rogo-vos que sejais como eu, porque também eu sou como vós; nenhum mal me fizestes.
13  E vós sabeis que primeiro vos anunciei o evangelho estando em fraqueza da carne;
14  E não rejeitastes, nem desprezastes isso que era uma tentação na minha carne, antes me recebestes como um anjo de Deus, como Jesus Cristo mesmo.
15  Qual é, logo, a vossa bem-aventurança? Porque vos dou testemunho de que, se possível fora, arrancaríeis os vossos olhos, e mos daríeis.
16  Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?17  Eles têm zelo por vós, não como convém; mas querem excluir-vos, para que vós tenhais zelo por eles.
18  É bom ser zeloso, mas sempre do bem, e não somente quando estou presente convosco.
19  Meus filhinhos, por quem de novo sinto as dores de parto, até que Cristo seja formado em vós;
20  Eu bem quisera agora estar presente convosco, e mudar a minha voz; porque estou perplexo a vosso respeito.21  Dizei-me, os que quereis estar debaixo da lei, não ouvis vós a lei?
22  Porque está escrito que Abraão teve dois filhos, um da escrava, e outro da livre.
23  Todavia, o que era da escrava nasceu segundo a carne, mas, o que era da livre, por promessa.
24  O que se entende por alegoria; porque estas são as duas alianças; uma, do monte Sinai, gerando filhos para a servidão, que é Agar.
25  Ora, esta Agar é Sinai, um monte da Arábia, que corresponde à Jerusalém que agora existe, pois é escrava com seus filhos.
26  Mas a Jerusalém que é de cima é livre; a qual é mãe de todos nós.
27  Porque está escrito: Alegra-te, estéril, que não dás à luz; Esforça-te e clama, tu que não estás de parto; Porque os filhos da solitária são mais do que os da que tem marido.28  Mas nós, irmãos, somos filhos da promessa como Isaque.
29  Mas, como então aquele que era gerado segundo a carne perseguia o que o era segundo o Espírito, assim é também agora.
30  Mas que diz a Escritura? Lança fora a escrava e seu filho, porque de modo algum o filho da escrava herdará com o filho da livre.
31  De maneira que, irmãos, somos filhos, não da escrava, mas da livre.

I TIMÓTEO 1 o fim do mandamento é o amor de um coração puro

1  PAULO, apóstolo de Jesus Cristo, segundo o mandado de Deus, nosso Salvador, e do SENHOR Jesus Cristo, esperança nossa,2  A Timóteo meu verdadeiro filho na fé: Graça, misericórdia e paz da parte de Deus nosso Pai, e da de Cristo Jesus, nosso Senhor.3  Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina,
4  Nem se dêem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora.
5  Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida.
6  Do que, desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas;
7  Querendo ser mestres da lei, e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam.
8  Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente;
9  Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas,
10  Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina,
11  Conforme o evangelho da glória de Deus bem-aventurado, que me foi confiado.
12  E dou graças ao que me tem confortado, a Cristo Jesus SENHOR nosso, porque me teve por fiel, pondo-me no ministério;13  A mim, que dantes fui blasfemo, e perseguidor, e injurioso; mas alcancei misericórdia, porque o fiz ignorantemente, na incredulidade.
14  E a graça de nosso Senhor superabundou com a fé e amor que há em Jesus Cristo.
15  Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.
16  Mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrasse toda a sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer nele para a vida eterna.
17  Ora, ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre. Amém.
18  Este mandamento te dou, meu filho Timóteo, que, segundo as profecias que houve acerca de ti, milites por elas boa milícia;
19  Conservando a fé, e a boa consciência, a qual alguns, rejeitando, fizeram naufrágio na fé.
20  E entre esses foram Himeneu e Alexandre, os quais 

PROVÉRBIOS 1 O convite e exortação da Sabedoria

1  PROVÉRBIOS de Salomão, filho de Davi, rei de Israel;
2  Para se conhecer a sabedoria e a instrução; para se entenderem, as palavras da prudência.
3  Para se receber a instrução do entendimento, a justiça, o juízo e a eqüidade;
4  Para dar aos simples, prudência, e aos moços, conhecimento e bom siso;
5  O sábio ouvirá e crescerá em conhecimento, e o entendido adquirirá sábios conselhos;
6  Para entender os provérbios e sua interpretação; as palavras dos sábios e as suas proposições.7  O temor do SENHOR é o princípio do conhecimento; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução.
8  Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensinamento de tua mãe,9  Porque serão como diadema gracioso em tua cabeça, e colares ao teu pescoço.
10  Filho meu, se os pecadores procuram te atrair com agrados, não aceites.
11  Se disserem: Vem conosco a tocaias de sangue; embosquemos o inocente sem motivo;
12  Traguemo-los vivos, como a sepultura; e inteiros, como os que descem à cova;
13  Acharemos toda sorte de bens preciosos; encheremos as nossas casas de despojos;
14  Lança a tua sorte conosco; teremos todos uma só bolsa!
15  Filho meu, não te ponhas a caminho com eles; desvia o teu pé das suas veredas;
16  Porque os seus pés correm para o mal, e se apressam a derramar sangue.
17  Na verdade é inútil estender-se a rede ante os olhos de qualquer ave.
18  No entanto estes armam ciladas contra o seu próprio sangue; e espreitam suas próprias vidas.
19  São assim as veredas de todo aquele que usa de cobiça: ela põe a perder a alma dos que a possuem.20  A sabedoria clama lá fora; pelas ruas levanta a sua voz.
21  Nas esquinas movimentadas ela brada; nas entradas das portas e nas cidades profere as suas palavras:
22  Até quando, ó simples, amareis a simplicidade? E vós escarnecedores, desejareis o escárnio? E vós insensatos, odiareis o conhecimento?
23  Atentai para a minha repreensão; pois eis que vos derramarei abundantemente do meu espírito e vos farei saber as minhas palavras.
24  Entretanto, porque eu clamei e recusastes; e estendi a minha mão e não houve quem desse atenção,
25  Antes rejeitastes todo o meu conselho, e não quisestes a minha repreensão,
26  Também de minha parte eu me rirei na vossa perdição e zombarei, em vindo o vosso temor.
27  Vindo o vosso temor como a assolação, e vindo a vossa perdição como uma tormenta, sobrevirá a vós aperto e angústia.
28  Então clamarão a mim, mas eu não responderei; de madrugada me buscarão, porém não me acharão.
29  Porquanto odiaram o conhecimento; e não preferiram o temor do SENHOR:
30  Não aceitaram o meu conselho, e desprezaram toda a minha repreensão.31  Portanto comerão do fruto do seu caminho, e fartar-se-ão dos seus próprios conselhos.
32  Porque o erro dos simples os matará, e o desvario dos insensatos os destruirá.
33  Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará livre do temor do mal.

GÊNESIS 19 vers1 ao 26 Ló recebe os dois anjos em sua casa

1  E VIERAM os dois anjos a Sodoma à tarde, e estava Ló assentado à porta de Sodoma; e vendo-os Ló, levantou-se ao seu encontro e inclinou-se com o rosto à terra;
2  E disse: Eis agora, meus senhores, entrai, peço-vos, em casa de vosso servo, e passai nela a noite, e lavai os vossos pés; e de madrugada vos levantareis e ireis vosso caminho. E eles disseram: Não, antes na rua passaremos a noite.
3  E porfiou com eles muito, e vieram com ele, e entraram em sua casa; e fez-lhes banquete, e cozeu bolos sem levedura, e comeram.
4  E antes que se deitassem, cercaram a casa, os homens daquela cidade, os homens de Sodoma, desde o moço até ao velho; todo o povo de todos os bairros.5  E chamaram a Ló, e disseram-lhe: Onde estão os homens que a ti vieram nesta noite? Traze-os fora a nós, para que os conheçamos.
6  Então saiu Ló a eles à porta, e fechou a porta atrás de si,
7  E disse: Meus irmãos, rogo-vos que não façais mal;
8  Eis aqui, duas filhas tenho, que ainda não conheceram homens; fora vo-las trarei, e fareis delas como bom for aos vossos olhos; somente nada façais a estes homens, porque por isso vieram à sombra do meu telhado.
9  Eles, porém, disseram: Sai daí. Disseram mais: Como estrangeiro este indivíduo veio aqui habitar, e quereria ser juiz em tudo? Agora te faremos mais mal a ti do que a eles. E arremessaram-se sobre o homem, sobre Ló, e aproximaram-se para arrombar a porta.
10  Aqueles homens porém estenderam as suas mãos e fizeram entrar a Ló consigo na casa, e fecharam a porta;
11  E feriram de cegueira os homens que estavam à porta da casa, desde o menor até ao maior, de maneira que se cansaram para achar a porta.
12  Então disseram aqueles homens a Ló: Tens alguém mais aqui? Teu genro, e teus filhos, e tuas filhas, e todos quantos tens nesta cidade, tira-os fora deste lugar;
13  Porque nós vamos destruir este lugar, porque o seu clamor tem aumentado diante da face do SENHOR, e o SENHOR nos enviou a destruí-lo.
14  Então saiu Ló, e falou a seus genros, aos que haviam de tomar as suas filhas, e disse: Levantai-vos, saí deste lugar, porque o SENHOR há de destruir a cidade. Foi tido porém por zombador aos olhos de seus genros.
15  E ao amanhecer os anjos apertaram com Ló, dizendo: Levanta-te, toma tua mulher e tuas duas filhas que aqui estão, para que não pereças na injustiça desta cidade.16  Ele, porém, demorava-se, e aqueles homens lhe pegaram pela mão, e pela mão de sua mulher e de suas duas filhas, sendo-lhe o SENHOR misericordioso, e tiraram-no, e puseram-no fora da cidade.
17  E aconteceu que, tirando-os fora, disse: Escapa-te por tua vida; não olhes para trás de ti, e não pares em toda esta campina; escapa lá para o monte, para que não pereças.
18  E Ló disse-lhe: Ora, não, meu Senhor!
19  Eis que agora o teu servo tem achado graça aos teus olhos, e engrandeceste a tua misericórdia que a mim me fizeste, para guardar a minha alma em vida; mas eu não posso escapar no monte, para que porventura não me apanhe este mal, e eu morra.
20  Eis que agora aquela cidade está perto, para fugir para lá, e é pequena; ora, deixe-me escapar para lá (não é pequena?), para que minha alma viva.
21  E disse-lhe: Eis aqui, tenho-te aceitado também neste negócio, para não destruir aquela cidade, de que falaste;
22  Apressa-te, escapa-te para ali; porque nada poderei fazer, enquanto não tiveres ali chegado. Por isso se chamou o nome da cidade Zoar.
23  Saiu o sol sobre a terra, quando Ló entrou em Zoar.24  Então o SENHOR fez chover enxofre e fogo, do SENHOR desde os céus, sobre Sodoma e Gomorra;
25  E destruiu aquelas cidades e toda aquela campina, e todos os moradores daquelas cidades, e o que nascia da terra.
26  E a mulher de Ló olhou para trás e ficou convertida numa estátua de sal.

numeros 23 vers 18 ao 30 As profecias de Balaão

18  Então proferiu a sua parábola, e disse: Levanta-te, Balaque, e ouve; inclina os teus ouvidos a mim, filho de Zipor.
19  Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?
20  Eis que recebi mandado de abençoar; pois ele tem abençoado, e eu não o posso revogar.
21  Não viu iniqüidade em Israel, nem contemplou maldade em Jacó; o SENHOR seu Deus é com ele, e no meio dele se ouve a aclamação de um rei.
22  Deus os tirou do Egito; as suas forças são como as do boi selvagem.
23  Pois contra Jacó não vale encantamento, nem adivinhação contra Israel; neste tempo se dirá de Jacó e de Israel: Que coisas Deus tem realizado!
24  Eis que o povo se levantará como leoa, e se erguerá como leão; não se deitará até que coma a presa, e beba o sangue dos mortos.
25  Então Balaque disse a Balaão: Nem o amaldiçoarás, nem o abençoarás.
26  Porém Balaão respondeu, e disse a Balaque: Não te falei eu, dizendo: Tudo o que o SENHOR falar isso farei?
27  Disse mais Balaque a Balaão: Ora vem, e te levarei a outro lugar; porventura bem parecerá aos olhos de Deus que dali mo amaldiçoes.28  Então Balaque levou Balaão consigo ao cume de Peor, que dá para o lado do deserto.
29  Balaão disse a Balaque: Edifica-me aqui sete altares, e prepara-me aqui sete novilhos e sete carneiros.
30  Balaque, pois, fez como dissera Balaão: e ofereceu um novilho e um carneiro sobre cada altar.

JUÍZES 13 o nascimento de Sansão

1  E OS filhos de Israel tornaram a fazer o que era mau aos olhos do SENHOR, e o SENHOR os entregou na mão dos filisteus por quarenta anos.
2  E havia um homem de Zorá, da tribo de Dã, cujo nome era Manoá; e sua mulher, sendo estéril, não tinha filhos.
3  E o anjo do SENHOR apareceu a esta mulher, e disse-lhe: Eis que agora és estéril, e nunca tens concebido; porém conceberás, e terás um filho.
4  Agora, pois, guarda-te de beber vinho, ou bebida forte, ou comer coisa imunda.
5  Porque eis que tu conceberás e terás um filho sobre cuja cabeça não passará navalha; porquanto o menino será nazireu de Deus desde o ventre; e ele começará a livrar a Israel da mão dos filisteus.
6  Então a mulher entrou, e falou a seu marido, dizendo: Um homem de Deus veio a mim, cuja aparência era semelhante de um anjo de Deus, terribilíssima; e não lhe perguntei donde era, nem ele me disse o seu nome.
7  Porém disse-me: Eis que tu conceberás e terás um filho; agora pois, não bebas vinho, nem bebida forte, e não comas coisa imunda; porque o menino será nazireu de Deus, desde o ventre até ao dia da sua morte.

I REIS 18 vers 30 ao 39 ,O sacrifício de Elias profeta

30  Então Elias disse a todo o povo: Chegai-vos a mim. E todo o povo se chegou a ele; e restaurou o altar do SENHOR, que estava quebrado.
31  E Elias tomou doze pedras, conforme ao número das tribos dos filhos de Jacó, ao qual veio a palavra do SENHOR, dizendo: Israel será o teu nome.
32  E com aquelas pedras edificou o altar em nome do SENHOR; depois fez um rego em redor do altar, segundo a largura de duas medidas de semente.
33  Então armou a lenha, e dividiu o bezerro em pedaços, e o pôs sobre a lenha.
34  E disse: Enchei de água quatro cântaros, e derramai-a sobre o holocausto e sobre a lenha. E disse: Fazei-o segunda vez; e o fizeram segunda vez. Disse ainda: Fazei-o terceira vez; e o fizeram terceira vez;
35  De maneira que a água corria ao redor do altar; e até o rego ele encheu de água.
36  Sucedeu que, no momento de ser oferecido o sacrifício da tarde, o profeta Elias se aproximou, e disse: Ó SENHOR Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, manifeste-se hoje que tu és Deus em Israel, e que eu sou teu servo, e que conforme à tua palavra fiz todas estas coisas.
37  Responde-me, SENHOR, responde-me, para que este povo conheça que tu és o SENHOR Deus, e que tu fizeste voltar o seu coração.
38  Então caiu fogo do SENHOR, e consumiu o holocausto, e a lenha, e as pedras, e o pó, e ainda lambeu a água que estava no rego.
39  O que vendo todo o povo, caíram sobre os seus rostos, e disseram: Só o SENHOR é Deus! Só o SENHOR é Deus!

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Oração de Jesus

1  JESUS falou assim e, levantando seus olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti;
2  Assim como lhe deste poder sobre toda a carne, para que dê a vida eterna a todos quantos lhe deste.
3  E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.
4  Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer.
5  E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.
6  Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste, e guardaram a tua palavra.
7  Agora já têm conhecido que tudo quanto me deste provém de ti;
8  Porque lhes dei as palavras que tu me deste; e eles as receberam, e têm verdadeiramente conhecido que saí de ti, e creram que me enviaste.
9  Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus.
10  E todas as minhas coisas são tuas, e as tuas coisas são minhas; e nisso sou glorificado.
11  E eu já não estou mais no mundo, mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, guarda em teu nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós.12  Estando eu com eles no mundo, guardava-os em teu nome. Tenho guardado aqueles que tu me deste, e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição, para que a Escritura se cumprisse.
13  Mas agora vou para ti, e digo isto no mundo, para que tenham a minha alegria completa em si mesmos.
14  Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo.
15  Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal.
16  Não são do mundo, como eu do mundo não sou.
17  Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.
18  Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo.
19  E por eles me santifico a mim mesmo, para que também eles sejam santificados na verdade.
20  E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim;
21  Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.
22  E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um.23  Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim.
24  Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque tu me amaste antes da fundação do mundo.
25  Pai justo, o mundo não te conheceu; mas eu te conheci, e estes conheceram que tu me enviaste a mim.
26  E eu lhes fiz conhecer o teu nome, e lho farei conhecer mais, para que o amor com que me tens amado esteja neles, e eu neles esteja.

quarta-feira, 11 de março de 2015

ISAÍAS 49 O servo do Senhor é a luz dos gentios

1  OUVI-ME, ilhas, e escutai vós, povos de longe: O SENHOR me chamou desde o ventre, desde as entranhas de minha mãe fez menção do meu nome.
2  E fez a minha boca como uma espada aguda, com a sombra da sua mão me cobriu; e me pôs como uma flecha limpa, e me escondeu na sua aljava;
3  E me disse: Tu és meu servo; és Israel, aquele por quem hei de ser glorificado.
4  Porém eu disse: Debalde tenho trabalhado, inútil e vãmente gastei as minhas forças; todavia o meu direito está perante o SENHOR, e o meu galardão perante o meu Deus.
5  E agora diz o SENHOR, que me formou desde o ventre para ser seu servo, para que torne a trazer Jacó; porém Israel não se deixará ajuntar; contudo aos olhos do SENHOR serei glorificado, e o meu Deus será a minha força.6  Disse mais: Pouco é que sejas o meu servo, para restaurares as tribos de Jacó, e tornares a trazer os preservados de Israel; também te dei para luz dos gentios, para seres a minha salvação até à extremidade da terra.
7  Assim diz o SENHOR, o Redentor de Israel, o seu Santo, à alma desprezada, ao que a nação abomina, ao servo dos que dominam: Os reis o verão, e se levantarão, como também os príncipes, e eles diante de ti se inclinarão, por amor do SENHOR, que é fiel, e do Santo de Israel, que te escolheu.
8  Assim diz o SENHOR: No tempo aceitável te ouvi e no dia da salvação te ajudei, e te guardarei, e te darei por aliança do povo, para restaurares a terra, e dar-lhes em herança as herdades assoladas;
9  Para dizeres aos presos: Saí; e aos que estão em trevas: Aparecei. Eles pastarão nos caminhos, e em todos os lugares altos haverá o seu pasto.
10  Nunca terão fome, nem sede, nem o calor, nem o sol os afligirá; porque o que se compadece deles os guiará e os levará mansamente aos mananciais das águas.
11  E farei de todos os meus montes um caminho; e as minhas estradas serão levantadas.
12  Eis que estes virão de longe, e eis que aqueles do norte, e do ocidente, e aqueles outros da terra de Sinim.
13  Exultai, ó céus, e alegra-te, ó terra, e vós, montes, estalai com júbilo, porque o SENHOR consolou o seu povo, e dos seus aflitos se compadecerá.
14  Porém Sião diz: Já me desamparou o SENHOR, e o meu Senhor se esqueceu de mim.
15  Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti.
16  Eis que nas palmas das minhas mãos eu te gravei; os teus muros estão continuamente diante de mim.17  Os teus filhos pressurosamente virão, mas os teus destruidores e os teus assoladores sairão do meio de ti.
18  Levanta os teus olhos ao redor, e olha; todos estes que se ajuntam vêm a ti; vivo eu, diz o SENHOR, que de todos estes te vestirás, como de um ornamento, e te cingirás deles como noiva.
19  Porque nos teus desertos, e nos teus lugares solitários, e na tua terra destruída, agora te verás apertada de moradores, e os que te devoravam se afastarão para longe de ti.
20  E até mesmo os filhos da tua orfandade dirão aos teus ouvidos: Muito estreito é para mim este lugar; aparta-te de mim, para que possa habitar nele.
21  E dirás no teu coração: Quem me gerou estes? Pois eu estava desfilhada e solitária; entrara em cativeiro, e me retirara; quem, pois, me criou estes? Eis que eu fui deixada sozinha; e estes onde estavam?
22  Assim diz o Senhor DEUS: Eis que levantarei a minha mão para os gentios, e ante os povos arvorarei a minha bandeira; então trarão os teus filhos nos braços, e as tuas filhas serão levadas sobre os ombros.
23  E os reis serão os teus aios, e as suas rainhas as tuas amas; diante de ti se inclinarão com o rosto em terra, e lamberão o pó dos teus pés; e saberás que eu sou o SENHOR, que os que confiam em mim não serão confundidos.
24  Porventura tirar-se-ia a presa ao poderoso, ou escapariam os legalmente presos?
25  Mas assim diz o SENHOR: Por certo que os presos se tirarão ao poderoso, e a presa do tirano escapará; porque eu contenderei com os que contendem contigo, e os teus filhos eu remirei.
26  E sustentarei os teus opressores com a sua própria carne, e com o seu próprio sangue se embriagarão, como com mosto; e toda a carne saberá que eu sou o SENHOR, o teu Salvador, e o teu Redentor, o Forte de Jacó.